Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_03_BANNER-GCD_970x250px

Safra de feijão atinge 116 mil toneladas em SC enquanto preços caem

Produção de feijão em Santa Catarina cresce 1,76%; saca de feijão-carioca teve queda de 42,9%


Por GCD Publicado 25/06/2024 às 11h21
Safra de feijão atinge 116 mil toneladas em SC enquanto preços caem
Safra de feijão atinge 116 mil toneladas em SC enquanto preços caem – Foto: Aires Mariga Epagri

A safra catarinense de feijão 2023/2024 foi totalmente colhida, e os dados preliminares indicam uma produção de 116 mil toneladas, somando a primeira e a segunda safra. De acordo com o Boletim Agropecuário de junho da Epagri, esse volume representa um aumento de 1,76% em relação à safra anterior. O crescimento se deve principalmente ao aumento da área plantada, que subiu cerca de 6%, chegando a 63,5 mil hectares.

📲 Receba no WhatsApp notícias da região do Alto Vale

Preços do feijão em maio

Em maio, os preços do feijão-carioca pagos aos produtores tiveram uma desvalorização de quase 16% em comparação com abril. A saca de 60kg, que custava R$180,97 em abril, foi vendida a R$151,54 em maio. Já o preço do feijão-preto caiu 5%, passando de R$199,94 para R$189,61 por saca de 60kg. Na comparação anual, a saca de feijão-carioca teve uma queda de 42,9%, enquanto a do feijão-preto caiu 11,7%.

LEIA TAMBÉM

Perspectivas nacionais para a produção de feijão

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a área plantada com feijão na segunda safra no Brasil cresceu 10,6%, com um aumento de 13,2% na produtividade média. A produção total deverá aumentar cerca de 25,2%. Considerando as três safras nacionais de feijão, a temporada 2023/24 deverá atingir 3,3 milhões de toneladas, um aumento de 9,5% em comparação com a safra anterior.

Milho

O Boletim de junho confirma uma redução de 22,8% na produção total de milho em Santa Catarina, com um total de 2,26 milhões de toneladas. Condições climáticas adversas no início da safra impactaram a produtividade. Em maio, o preço médio pago aos produtores pela saca de milho aumentou 2,8% em relação ao mês anterior e 3,72% na comparação anual. O aumento do consumo interno e a menor produção nacional devem afetar assim, o balanço entre oferta e demanda.

Arroz

Os preços do arroz em casca aumentaram em maio e na primeira quinzena de junho devido às enchentes prolongadas no Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina, os preços variaram positivamente em torno de 13%. Portanto, a safra catarinense de 2023/2024 teve uma redução de 0,9% na área plantada e uma queda de 8,36% na produtividade devido a condições climáticas desfavoráveis.

Cebola

Em maio, o preço médio da cebola em Santa Catarina foi de R$4,12 por quilo. Portanto, as importações de cebola nos primeiros cinco meses de 2024 ultrapassaram 226 mil toneladas, um recorde para o período. A produção total deve aumentar 37,44%, devido à expectativa de maior produtividade após uma safra frustrada por problemas climáticos em 2023/2024.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store