Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de junho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_01_BANNER-GCD_970x250px

Servidores públicos se manifestam contra suspensão de licenças prêmio


Por Cristiane Faustino Publicado 14/11/2023 às 06h13
Servidores públicos se manifestam contra suspensão de licenças prêmio
Foto: Divulgação Sinspurs

Em assembleia, na semana passada, servidores públicos de Rio do Sul se manifestaram contra o decreto que suspende parcialmente a concessão de licenças prêmio. No encontro foram discutidas as reivindicações dos funcionários públicos para 2024. 

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rio do Sul e Região (Sinspurs), Arlete de Souza, entre os assuntos discutidos na assembleia estão o repasse inflacionário, o pagamento de licença prêmio e a revogação do decreto nº 12.301. “A questão da licença prêmio, pagamento que hoje nós estamos com mais de 500 pessoas numa lista de espera. Já em relação ao vencimento dela e a revogação de uma de um decreto que foi publicado dia 17 de outubro deste ano. Então, aquele período da enchente que é o Decreto 12.301, que congela novamente os prazos e a contagem de tempo para os servidores na questão da licença prêmio e do prêmio especial. Então a nossa a nossa luta pela revogação desse decreto”, revela.

Segundo Arlete, também foi discutida a revisão do plano de carreira do magistério. “A questão em relação à revisão do estatuto e do plano de carreira geral de forma contínua. Sempre modificando aquilo que é necessário e assim, de forma urgente, a revisão do plano de carreira do Magistério. Além disso, nós temos uma tabela congelada. Não aplicamos o piso nacional na tabela e além de ter várias situações do plano de carreira que tem que ser alterados”, ressalta.

Além de Rio do Sul, servidores municipais de Atalanta, Laurentino, Agrolândia e Lontras vão realizar assembleias. “Por fim, também já temos agendado com os prefeitos, para levar essa pauta de reivindicação à diante”, finaliza.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store