Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de abril de 2024 Rio do Sul
  • REF1_Unimed AV_Banner_Portal_GCD_BannerDesk (3) (1)

Rio do Sul contabiliza com 50 casos suspeitos de dengue


Por GCD Publicado 02/03/2024 às 08h10
Capital do Alto Vale conta com 50 casos suspeitos de dengue
Foto: Divulgação Secom

Segundo o último informe epidemiológico divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), em Santa Catarina, o número de focos do mosquito Aedes aegypti é de 15.309 em 225 municípios. Das 295 cidades catarinenses, 156 são considerados infestados pelo vetor. As notificações de dengue são de 45.335. Desses, 25.254 foram considerados casos prováveis e 20.081 foram descartados.

Em Rio do Sul, o diretor da Vigilância Epidemiológica e Sanitária, James Rides da Silva, fala que a maior barreira é a conscientização sobre a limpeza do próprio terreno. “Nós temos no município 426 armadilhas preventivas, somos 10 agentes de endemias. De sete em sete dias todas as armadilhas têm que ser vistoriadas. O Aedes aegypti, ele não transmite a dengue, ele precisa de um humano doente para picá-lo e multiplicar. Nós fizemos um trabalho chamado de DF, delimitação de foco, ao qual nós vamos passar ao entorno daquela armadilha, num raio de 300 metros, conversar com os moradores, orientar, fazer a provocação da limpeza do seu terreno”.

Prevenção

A multa para quem não recolhe o lixo da propriedade é de cerca de 500 UFMs, o que corresponde a R$3 mil. O diretor da Vigilância Epidemiológica e Sanitária lembra ainda que usar repelente é uma forma de se prevenir contra o mosquito da dengue. “Preventivamente agora, use repelente. Os repelentes são importantes para as crianças que vão para a escola. Para você que trabalha no campo, ao ar livre, principalmente nas primeiras horas da manhã, no início da tarde e no final da tarde. Porque é o momento que a fêmea do Aedes aegypti sai para se alimentar. Com a alimentação logo em seguida elas procuram um local com água para pôr os seus ovos”.

Conforme o monitor da dengue em Rio do Sul, divulgado no dia 28 de fevereiro, há 50 casos suspeitos, três aguardando resultado, 12 casos positivos importados, 35 casos negativos, 47 focos do mosquito e nenhum caso positivo local. 

Receba as notícias em primeira mão. Entre em nossa comunidade do WhatsApp.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store