Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

26 de fevereiro de 2024 Rio do Sul
  • REF1_Unimed AV_Banner_Portal_GCD_BannerDesk (1)

Observatório Social de Rio do Sul presta contas das ações realizadas


Por GCD Publicado 08/11/2023 às 19h03
Observatório Social de Rio do Sul presta contas das ações realizadas
Foto: Divulgação Observatório Social de Rio do Sul

O Observatório Social de Rio do Sul presta contas sobre as ações realizadas nos últimos quatro meses. A instituição é uma associação civil sem fins lucrativos. E funciona como ferramenta de controle social dos gastos públicos municipais. Ela busca colocar de forma simples e exemplificada dados sobre o município para que toda a população possa ter acesso. Assim, a comunidade pode contribuir e também cobrar do poder público.

Diversas atividades foram realizadas pelo Observatório Social de Rio do Sul como palestras, reativação de grupos de trabalhos e a elaboração de um curso para futuros candidatos a vereador em 2024, como explica o Presidente da entidade, Tiago Pisetta. “Tivemos várias atividades no início do ano. Nós começamos um trabalho de reativar os grupos de trabalhos do Observatório Social que estavam vazios. O Grupo de Trabalho de Gestão, por exemplo, se uniu com a Unidavi, com o curso de Ciências Contábeis, na disciplina de Contabilidade Pública e desenvolveu um projeto “Presta contas Rio do Sul”. Levantou relatórios para que a população possa depois ter acesso e entender”, conta. O projeto e dados serão divulgados nos próximos meses.

Frentes de trabalho do Observatório Social

De acordo com o presidente outra frente de trabalho é a GT da Câmara. Onde o grupo conversa com os vereadores sobre as dificuldades, expectativas e onde pode ocorrer contribuição do Observatório Social. O grupo de trabalho da saúde se envolveu com o projeto de construção do novo Centro de Saúde de Rio do Sul. Foi elaborado um laudo com sugestões de ajustes e repassados à prefeitura. “Mostramos como seria melhor se esse prédio pudesse ter um planejamento melhor. Além disso, quanto a enchentes, isso foi acatado na prefeitura e foi feito um plano de contingência um pouquinho mais apurado sobre isso”, relata.

Nos dias 23 e 24 de junho, Rio do Sul sediou o primeiro encontro presencial de Observatórios de Santa Catarina após a pandemia. O Estado conta com 30 entidades, que na reunião debateram diversos assuntos, com palestras e painéis. Por fim, o próximo acontece neste mês em Imbituba. 

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store