Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

19 de maio de 2024 Rio do Sul
  • WhatsApp Image 2024-05-07 at 08.18.56

Loteamentos antigos enfrentam problemas de desabastecimento de água

A Casan de Rio do Sul enfatiza a importância dos reservatórios e do uso consciente da água


Por GCD Publicado 15/05/2024 às 14h27
imagem de uma mão na torneira com falta de agua
Loteamentos antigos enfrentam problemas de desabastecimento de água – Foto: Redação GCD

Loteamentos antigos enfrentam problemas de desabastecimento de água em Rio do Sul e região. A Casan de Rio do Sul enfatiza a importância dos reservatórios e do uso consciente da água.

A falta de água gera incômodo e preocupação para muitas pessoas. Além de comprometer as atividades cotidianas, pode trazer transtornos diversos, bem como a dificuldade em manter a higiene pessoal e do ambiente, o desconforto de não poder preparar alimentos ou até mesmo a preocupação com a saúde, especialmente em períodos de altas temperaturas.

LEIA TAMBÉM:

Para quem depende do abastecimento regular de água, a interrupção no fornecimento pode significar horas ou até dias de espera por uma solução. E assim, mesmo quando o serviço é restabelecido, a sensação de vulnerabilidade diante da possibilidade de novos episódios de falta de água permanece.

📲 Receba no WhatsApp notícias da região do Alto Vale

Problemas de desabastecimento de água

O superintendente regional da Casan de Rio do Sul, André Zagheni, destaca que a falta de água é um problema recorrente enfrentado pela Companhia, principalmente em loteamentos antigos. Ele explica que os novos loteamentos passam por uma fiscalização da equipe durante a construção do empreendimento, o que contribui para minimizar esses problemas.

“O maior problema de desabastecimento de água na verdade que enfrentamos são os loteamentos antigos. Eles foram feitos com uma infraestrutura muito precária e que ficou um passivo a se atender. Fiscalizamos os novos projetos, e o empreendedor precisa apresentar o projeto hidráulico. Dessa forma, analisamos o projeto e determinamos as ações necessárias para a execução. Portanto, não vai ser ligado na rede da Casan”, explica.

Rio-do-Sul-_Agencia-CASAN-Interna-2
Agência da Casan de Rio do Sul – Foto: Arquivo Casan

Importância de reservatórios de água

Zagheni destaca a importância de os moradores terem reservatórios de água em suas residências para evitar o desabastecimento, mas ressalta que todos os equipamentos precisam estar conectados à reservação. Ainda assim, o superintendente estima que aproximadamente 30% dos moradores de Rio do Sul não possuem caixa d’água.

“O que percebemos, fechamos da rua para fazer uma manutenção de 10 minutos, ligam e vemos na ordem de serviço a reclamação falta da água. Mas, acabamos de fechar ou não tem a reservação ou até tenha, mas a máquina de lavar roupa, está ligado direto da rede. Então, ela ia sentir essa falta da água a hora que secar a caixa. A caixa tem que ser dimensionada para duração de um dia, em torno de 250 litros por pessoa, durar pelo menos mais de seis horas e a nossa manutenção ia durar duas horas”, finaliza.

OUÇA AQUI

  • WhatsApp Image 2024-05-10 at 17.11.16 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store