Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_03_BANNER-GCD_970x250px

Governo do Estado firma convênio para implantar radioterapia no Hospital Regional 

Convênio de R$10 milhões foi assinado por Jorginho Mello e prevê a aquisição de um acelerador linear para ampliar os atendimentos oncológicos na região


Por GCD Publicado 05/07/2024 às 15h33
Governador firma convênio para implantar radioterapia no Hospital Regional 
Governador firma convênio para implantar radioterapia no Hospital Regional – Foto: Redação GCD

Em Rio do Sul, a espera por tratamentos de radioterapia tem sido uma realidade difícil para muitos pacientes. No entanto, essa demanda antiga da comunidade será atendida através do convênio de R$10 milhões para a aquisição de um acelerador linear, para ampliar os atendimentos oncológicos na região. A assinatura do governador Jorginho Mello, aconteceu na tarde desta quinta-feira, no Hospital Regional Alto Vale.

📲 Receba no WhatsApp notícias da região do Alto Vale

Para muitos pacientes do Alto Vale do Itajaí, o acesso à radioterapia significa longas viagens e horas de espera. Inclusive, muitos deles precisam se deslocar para cidades como Lages e Blumenau, enfrentando desafios emocionais e físicos nessa jornada.

No entanto, ainda há esperança. Isso porque, nesta quinta-feira, 04, o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, anunciou a implantação do serviço de radioterapia no Hospital Regional Alto Vale.

“O nosso grande esforço é dotar hospitais, como esse que é o Hospital Regional, de equipamentos e serviços que evite a viagem das pessoas. Já está doente, a viagem é um suplício. Então, nós estamos investindo R$ 10 milhões aqui na radioterapia, assim, que o bunker estiver construído, começa a funcionar”, conta.

LEIA TAMBÉM

Expansão dos serviços de radioterapia

O secretário de Estado da Saúde, Diogo Demarchi, destaca que além de Joaçaba e São Miguel do Oeste, Rio do Sul também, em breve, oferecerá o serviço de radioterapia.

“Agora, nós avançamos com a locação de valores para a compra do acelerador linear aqui na unidade do Regional do Alto Vale para que a população, possa ser atendido mais perto da sua casa, conforme foi planejado pelo nosso governo”, comenta.

WhatsApp-Image-2024-07-05-at-09.54.18
Em breve vai oferecer o serviço de radioterapia – Foto: Redação GCD

Após a assinatura do convênio, o Hospital precisará aguardar a liberação do recurso para aí, sim, fazer a compra do equipamento, que é importado e pode levar, assim, alguns meses até a sua chegada.

O presidente da Fundação de Saúde do Alto Vale do Itajaí (Fusavi), entidade mantenedora do Hospital Regional Alto Vale, Claudio Ropelato, explica que antes é preciso fazer a construção da Casamata, edificação com paredes reforçadas de concreto e chumbo para abrir o acelerador linear, aparelho de alta tecnologia que contribui na realização completa e eficaz da radioterapia. “Depois, ainda temos a construção da Casamata. Que é um investimento de mais ou menos, uns R$ 5 milhões, para comprarem esse equipamento”, explica.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Grupo de Comunicação Difusora (@portalgcd)

Estudos em andamento

O local para oferecer a radioterapia ainda não foi definido, mas de acordo com Ropelato, vem sendo estudado pela equipe de engenharia do Hospital Regional Alto Vale. “Inicialmente sabemos que são paredes de dois metros de grossura de concreto, para proteger da radioatividade. Mas, agora vamos começar a aprender e dar andamento nisso”, comenta.

Expectativas para o início do serviço

WhatsApp-Image-2024-07-05-at-09.54.17
Intenção é que a radioterapia esteja em funcionamento no próximo ano – Foto: Redação GCD

Por fim, quanto à expectativa para o início do serviço de radioterapia no Hospital Regional Alto Vale, Ropelato enfatiza que a intenção é que o serviço esteja em funcionamento no próximo ano, beneficiando aqueles que tanto precisam. “Eu gostaria de até final do ano que vem estivesse funcionando já, vamos fazer o possível e impossível para que isso aconteça”, finaliza.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store