Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de junho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_01_BANNER-GCD_970x250px

Falta de voluntários prejudica APAD de Rio do Sul


Por Cristiane Faustino Publicado 28/09/2023 às 08h28
Falta de voluntários prejudica APAD de Rio do Sul
Foto: Divulgação APAD

Falta de voluntários prejudica APAD de Rio do Sul. Com uma dívida que ultrapassa os R$120 mil, a Associação Protetora dos Animais Desamparados de Rio do Sul (APAD) está em busca de voluntários para exercerem algumas funções na ONG. Entre os critérios, ter mais de 18 anos e ser proativo.

A APAD de Rio do Sul é composta atualmente por 11 voluntários ativos, que fazem parte do financeiro, administrativo, resgates, marketing e organização de eventos. Além destas funções, há ainda outro grupo de voluntários que prestam o serviço de atendimento nas redes sociais, acompanhamento dos animais internados, aqueles que estão em lares temporários e os pets que já foram adotados.

São estas as vagas disponíveis na Associação, porém a ausência de voluntários prejudica o funcionamento da ONG, conforme explica a responsável pelo marketing e divulgações da APAD, Pâmela Krüger. “A pessoa precisa estar disponível algumas horas por semana de maneira regular. Todos os nossos voluntários têm família, trabalho integral e o tempo livre que sobra na semana deles, eles se dedicam para ajudar a ONG. Portanto, quando dividimos o trabalho, ele se torna muito mais fácil. A pessoa precisa entender que o trabalho voluntário não oferece remuneração”, relata.

Associação enfrenta outros desafios

Além da ausência de voluntários, Pâmela conta que a Associação enfrenta outros desafios, como a falta de recursos financeiros e a baixa procura por adoção. “Os principais desafios que a instituição enfrenta atualmente são a falta de recursos financeiros, baixa procura por adoção e a falta de voluntários. Além disso, vivemos atrás de doações, fazendo campanhas e eventos para ter dinheiro no caixa. A cada dia chega mais casos de abandono e a população cobra da gente. Só que muitas vezes eles não nos ajudam. Quando precisamos comprar remédio, alimento, realizar exames, cirurgia precisamos de dinheiro. Além disso, lembramos que não temos veterinário. Clínicas parceiras realizam todos os atendimentos e cobram pelos seus serviços prestados”, ressalta.

Interessados nas vagas, podem entrar em contato com a Associação pelas redes sociais (Facebook e Instagram) Apadrsl. Já as doações em PIX, podem ser feitas no CNPJ da Apad, que é 11.356.234/0001-92.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store