Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_03_BANNER-GCD_970x250px

Morre um dos fundadores da banda San Marino aos 61 anos

Gildo Santos lutava contra um câncer no cérebro há mais de dois ano


Por Giulia Bibow Publicado 19/06/2024 às 17h31
Morre um dos fundadores da banda San Marino aos 61 anos
Morre um dos fundadores da banda San Marino aos 61 anos – Foto: Reprodução Redes Sociais

Morreu na noite desta terça-feira, 18 de junho, o músico Gildo Milton de Oliveira dos Santos, um dos fundadores da banda San Marino. Gildo enfrentava um câncer no cérebro há pouco mais de dois anos.

📲 Receba no WhatsApp notícias da região do Alto Vale

A notícia foi confirmada pelo empresário do grupo, Luiz Volmir Trentin, ao portal GZH. A banda também usou as redes sociais para prestar condolências à família.

Gildo Milton de Oliveira Santos não era apenas um colega, mas um amigo querido e uma inspiração para todos nós. Sua paixão pela música, seu espírito vibrante e sua dedicação incansável continuarão a ressoar em nossos corações e memórias. Descanse em paz, querido amigo. Sentiremos saudades eternamente”.

LEIA TAMBÉM

Trajetória musical

Natural de Santa Rosa, no nordeste do Rio Grande do Sul, Gildo Santos morou por anos em Tucunduva. Desde jovem, ele então se dedicou à música e, em 1985, foi um dos fundadores da banda San Marino. O grupo alcançou sucesso com músicas como “Foto 3×4”, “Preciso te Falar” e “Página Virada”.

Captura-de-tela-2024-06-19-172234
Banda foi fundada em 1985 – Foto: Reprodução Redes Sociais

De acordo com Luiz Volmir Trentin, Gildo Santos trabalhou ao lado de Neri Folliatti, sócio-diretor do conjunto. Conhecido como “Gildo do San Marino”, ele atuou por anos como trompetista antes de se dedicar à parte administrativa. O “músico veterano” passou então a se dedicar exclusivamente à venda de bailes e shows, tornando-se empresário da banda. Ele deixou o cargo há três anos para cuidar da saúde.

“Gildo sempre foi um homem de fala mansa, sua simplicidade e simpatia o fizeram ser assim, querido por uma legião de fãs e amigos que admiravam seu trabalho. Um grande cara. É uma perda irreparável”, disse Trentin ao GZH.

Além disso, na publicação no Instagram, os colegas de trabalho lamentaram o falecimento de Gildo: “Você era mais que um patrão. Um irmão para todos aqueles que te rodeavam”, escreveu Giovani, baixista do conjunto.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store