Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de junho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_01_BANNER-GCD_970x250px

Matusaye une o ancestral ao futurista com o reggae

Músico começou a carreira em Rio do Sul e lança composições no ritmo do reggae.


Por Berta Thiesen Publicado 31/05/2024 às 15h50
Imagem do músico Matusaye, natural de Rio do Sul, desfrutando de um momento de paz à beira do mar. Ele está de braços abertos, com os olhos fechados, sentindo a brisa em seu rosto. Matusaye veste uma camiseta verde com estampas tribais e um colar de contas. Ao fundo, a paisagem mostra montanhas e a cidade ao longe.
Matusaye, músico natural de Rio do Sul que trilha seu caminho no Reggae. – Foto: @vini_matusaye no Instagram

Nascido em Rio do Sul, Vinicius hoje mora em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis. Ligado à natureza e às raízes do ser humano, adotou o nome artístico de Matusaye, que também é o nome do projeto de sua banda. 

Aos 11 anos, ganhou um violão de aniversário dos pais e, desde então, a música se transformou em seu cotidiano. Além disso, foi aluno da Fundação Cultural de Rio do Sul de violão popular e guitarra. Posteriormente, seguiu os estudos sozinho e, nos últimos três anos, se dedica ao canto e à teoria musical. 

Matusaye começou em bandas de rock, hard core e metal. Aí conheceu o reggae e sentiu uma conexão diferente. Ao longo do tempo, referências do MPB também agregaram o currículo. 

📲 Receba notícias no WhatsApp!  

De acordo com Matusaye, as principais influências passam por nomes de peso de vários estilos musicais. “Assim foi nascendo essa cara que o som tem. Minhas principais influências são Charlie Brown Jr., O Rappa, For Fun, Braza, Big Up, Bob Marley, Matsyahu entre outros gêneros, como o dubreggae e o rap”. 

Matusaye compõe as próprias músicas

Em conversa para a Jovem Pan Alto Vale, Matusaye conta que tem algumas composições. Uma delas, disponível no Spotify, que se chama “O Bom da Vida”, composta há dez anos. Matusaye conta: “Com a parceria do meu amigo e produtor Luis Gustavo (ou Lottus Tea, como é seu nome artístico), conseguimos produzir e finalizar. Portanto, o lançamento foi em abril de 2024”. 

Dê o play:

A arte da capa de “O Bom da Vida” foi uma criação da artista plástica Krishta em tinta acrílica, Já o logo da música teve o desenvolvimento digital. 

Nas redes sociais, Matusaye compartilhou um post com um pouco mais sobre a história da música

LEIA TAMBÉM: 

O jovem foi um dos fundadores da banda Soul Roots Reggae, de Rio do Sul. Posteriormente, seguiu carreira solo. 

Entre os projetos em andamento, Matusaye revela: “tenho outros reggaes nessa linha para lançar logo menos, uma delas é ‘A Maré’”.

A inspiração vem das questões e reflexões pessoais do músico. Ele diz que a música cura e pode inspirar outras pessoas

Músicas, primeiramente, me “curam” pois consigo dar vazão aos sentimentos e propor uma solução que dá certo. Além disso, podem inspirar outras pessoas, causar reflexão e expandir o quanto for possível.

Matusaye em entrevista à Jovem Pan Alto Vale.

Com apresentações no litoral e em todo o Alto Vale, Matusaye diz que quer expandir: “Para onde me chamarem, posso ir”. Os contatos para contratação devem acontecer nas redes sociais, como o instagram, @vini_matusaye, ou whatsapp. O e-mail também fica à disposição, com o endereço matusaye.art@gmail.com.

O que significa o nome “Matusaye”?

O pseudônimo “Matusaye” foi criado pelo próprio Vinicius, juntamente com a artista Krisht, que auxilia na comunicação visual dos projetos. 

O nome surge a partir da junção de Matusalém com Aye. “Matusalém”, em muitas culturas, é o homem mais velho que já viveu na Terra. Ou seja, representa a ancestralidade. Enquanto isso, “Aye” é uma palavra da língua Yorubá, que significa terra

Em resumo, Matusaye junta o ancestral com o futurista, o orgânico com o digital, os opostos, as dualidades. “Esse nome carrega a crença de que as diferenças em cooperação tem potencial enorme de transformação”, cita o músico. 

Portanto, o projeto tem a intenção de expressar uma verdade que Vinicius encontrou, de trazer reflexão e resgatar a harmonia entre o ser humano e a natureza, entre as pessoas e consigo mesmas. “Matusaye é mensagem e som em alta vibração”, finaliza. 

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store