Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

19 de maio de 2024 Rio do Sul
  • WhatsApp Image 2024-05-07 at 08.18.56

Let It Be, dos Beatles, ganha novo clipe

O clipe traz imagens de 1969 que não foram aproveitadas no filme


Por Berta Thiesen Publicado 13/05/2024 às 16h54
Imagem de divulgação de “Let It Be”, dos Beatles, que ganha novo clipe. A imagem mostra os quatro integrantes da banda em imagens restauradas das gravações de 1969.
Imagem de divulgação do novo clipe de Let It Be – Foto: Reprodução

A clássica música Let It Be dos Beatles ganha novo clipe, com imagens que não entraram no filme de mesmo nome, de 1969. Recentemente, o documentário que estava fora de circulação há anos, voltou a estar disponível, dessa vez no streaming Disney+.

Para marcar a reestreia, o clipe veio à público na sexta-feira, 10 de maio, no canal dos Beatles. Logo no início do vídeo, a informação na tela, é de que o diretor do filme de 1970, Michael Lindsay-Hogg, alternou os ângulos das câmeras durante a gravação. As imagens são raras. 

Além disso, as imagens são provenientes de recuperação de negativos de 16mm. Tudo foi gravado no dia seguinte ao concerto final, no terraço do prédio da Apple Corps, em 30 de janeiro.

Como surgiu Let It Be

Em tradução literal, Let It Be é o equivalente à expressão brasileira “deixa rolar”, “deixa acontecer” ou “deixe estar”.

A música foi escrita por Paul McCartney nos anos 60, durante um período turbulento para a banda, que estava prestes a se desfazer. Na biografia do cantor, “Many Years From Now”, conta-se que a inspiração aconteceu após um sonho com a mãe de Paul, Mary McCartney. Ela apareceu em sonho e dizia para que o filho não se preocupasse, que tudo ficaria bem e se acertaria. Citando o trecho do livro “Eu não me lembro se ela pronunciou ‘deixe estar’, mas era o sentido do seu conselho”.

Quando acordou, era como se a mãe tivesse visitado McCartney. Tanto que a letra começa, literalmente, a partir do verso “Mother Mary comes to me”, ou seja “A mãe Maria vem para mim”. Assim, surgiram especulações de que a letra seria religiosa, porque Maria, mãe de Jesus, é conhecida como Mother Mary, em inglês.

No entanto, a interpretação religiosa da canção não incomoda Paul. De acordo com ele, “Eu acho que é ótimo ter fé de qualquer tipo”.

Posteriormente, os fãs levaram o sentido de Let It Be como um recado da banda, que estava se desfazendo.

Curiosidades sobre a música

Let It Be, dos Beatles, ganha um novo clipe que aguça a curiosidade dos fãs. Por isso, trazemos algumas curiosidades sobre a canção ao longo do tempo:

  • A primeira gravação da música surgiu em 1969 no álbum de mesmo nome;
  • Foi o último single lançado pela banda;
  • Em 1985, Paul McCartney tocou a canção do Live Aid, em Londres. Porém, o início da apresentação teve o microfone de Paul falhando e não funcionando por dois minutos e, quase 20 anos depois, ele teve de regravar os vocais para o DVD do evento;
  • Em 1998, fãs cantaram “Let It Be” no funeral da esposa de Paul, Linda McCartney.
  • WhatsApp Image 2024-05-10 at 17.11.16 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store