Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de junho de 2024 Rio do Sul
  • ref_B_Unimed AV_Campanha_Laboratório_ETAPA_01_BANNER-GCD_970x250px

Prefeito de Taió irá a Brasília pleitear recursos para o município


Por Cristiane Faustino Publicado 07/11/2023 às 09h40
Prefeito de Taió irá a Brasília pleitear recursos para o município
Foto: Redação GCD

Prefeito de Taió irá a Brasília pleitear recursos para o município. As águas voltaram a tomar conta das ruas do município de Taió, neste final de semana. Esta é a quarta ocorrência de enchente no município em pouco mais de 30 dias. No início de outubro, Taió enfrentou sua pior enchente registrada, com o nível do Rio Itajaí do Oeste ultrapassando os 12 metros. O município vinha se restabelecendo e novamente casas, comércio e agricultura foram atingidos.

O prefeito de Taió, Horst Alexandre Purnhagem, destaca a situação do município. “Essa última cheia foi relevante novamente. Vários pontos da cidade foram tomados pela água. Então, as pessoas estão bastante desanimadas do que fazer para o futuro. Não sabe ainda que rumo vai tomar. Nosso interior está bastante danificado, as estradas, nossa agricultura, principalmente o arroz que já foi semeado duas, três vezes. Produção de leite bastante afetada também. Então, é uma situação bastante complicada”, conta.

No dia 20, o prefeito estará indo a Brasília para buscar recursos para o município. As perdas ainda estão sendo contabilizadas e a prioridade é a liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e créditos para empresários e agricultores.

O prefeito afirma que os recursos que vierem, ainda assim não serão suficientes para o restabelecimento completo. “O nosso prejuízo é astronômico. Sabemos que é difícil receber valores parecidos com o que a gente vai levantar aqui. Mas seguimos na luta, vamos falar também com todos os deputados, senadores, Governo do Estado, para ver o que dá para minimizar”, finaliza.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store