Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de abril de 2024 Rio do Sul
  • REF1_Unimed AV_Banner_Portal_GCD_BannerDesk (3) (1)

Mulheres administram 9,5% das propriedades rurais do Alto Vale do Itajaí


Por GCD Publicado 20/02/2024 às 18h39
Mulheres administram 9,5% das propriedades rurais do Alto Vale do Itajaí
Foto: Redação GCD

Conforme o último Censo Agropecuário, nos 28 municípios que compreendem o Alto Vale do Itajaí existem 21.247 propriedades rurais, destas 19.218 são dirigidas por homens. As mulheres administram 2.029 propriedades, ou seja, 9,5%. 

Um exemplo de mulher que coordena a propriedade rural é Alvacir Chiquetti, mais conhecida como dona Cíci. Mãe e avó, se divorciou há 12 anos. Hoje, com 60 anos, se considera realizada. Possui duas propriedades, ambas na localidade Santa Isabel em Pouso Redondo. Há nove anos iniciou as atividades na agricultura e pecuária. “Começamos fazendo o pomar, a casa, o galpão, começando do zero. Fiz uns financiamentos. Todos me chamavam de louca, só que assim esquece de passeio, viagem, festa, esquece do mundo. Nunca tive férias, nunca tive nada na vida, mas valeu a pena”, conta.

O dia para quem trabalha no interior começa antes mesmo do sol nascer. “Eu acordo às 04h e levanto. A gente começa a ordenha, termina umas 06h30 e vai para a granja de porco, temos 1600 porcos”, ressalta.

A realidade de quem vende leite já não é a mesma. O investimento em máquinas é crucial para uma produção em grande volume. Dona Cíci já aplicou um montante de R$ 3,5 milhões em infraestrutura na propriedade. Conta inclusive com um quadriciclo para organizar o rebanho no pasto. Possui 110 cabeças de gado e comercializa 16 mil litros de leite por mês. 

Apesar dos homens comandarem 90,5% das propriedades do Alto Vale do Itajaí, as mulheres, estão em processo de evolução na busca pelo espaço nas atividades do agro. 

Novo posicionamento

O mestre e doutorando em Sociologia Política pela UFSC professor Gregório Unbehaun Leal da Silva, explica que a sociedade está em crescimento, e a mulher cada vez mais, tem um posicionamento mais liberal. “Tradicionalmente, a mulher ficava mais em casa, e tinha papéis mais definidos e ela tinha uma posição mais conservadora, enquanto os homens eram mais liberais. Com o passar do tempo, com as mudanças no mercado de trabalho, houve uma transição aos poucos. As mulheres, então, passaram a ter posicionamentos mais liberais. Só que esse processo ele não é contínuo, ele não é único. Ele acontece em diferentes velocidades e níveis”, revela.

Mesmo com a tendência de melhora na igualdade de gênero, a mulher no agronegócio enfrenta mais dificuldade de aceitação do que em outras atividades. “O ambiente rural é considerado um ambiente de pouca densidade populacional e que você tem as mudanças sociais que acontecem em todo. Elas são mais lentas, elas vêm depois. Então esse processo, está acontecendo também no ambiente rural, mas essa velocidade é diferente”, explica.

Profissão de médica veterinário

A profissão de medicina-veterinária é um exemplo de empoderamento feminino. Conforme o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Santa Catarina, as mulheres representam 58% dos profissionais dessa categoria registrados no estado. Embora sendo maioria, elas ainda sofrem com a resistência de pecuaristas. Uma veterinária, que preferiu não se identificar, relata que vivenciou diversas situações constrangedores por ser do sexo feminino. “Teve o produtor que chegou e explicou que estava com um problema no boi que ele tinha castrado. Ele perguntou, mas quantos homens vocês precisam? A gente disse que não precisava, que ele estando lá estava tranquilo. A gente a gente faz, a gente se vira. No dia seguinte fomos tinha  11 homens”, relata.

Apesar das adversidades da vida, as mulheres do agro são figuras fortes e perseverantes.

Receba as notícias em primeira mão. Entre em nossa comunidade do WhatsApp.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store