Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de abril de 2024 Rio do Sul
  • REF1_Unimed AV_Banner_Portal_GCD_BannerDesk (3) (1)

Governo do Estado justifica dificuldade para auxílio aos atingidos pelas cheias

Em coletiva de imprensa, governador Jorginho Mello destaca mobilização política para que cidades afetadas tenham aporte de recursos.


Por GCD Publicado 19/11/2023 às 12h57
Governo do Estado justifica dificuldade para envio de auxílio aos atingidos pelas cheias.
Foto: Divulgação

Governo do Estado justifica dificuldade para envio de auxílio aos atingidos pelas cheias. Em coletiva de imprensa, na manhã deste domingo, 19, na sede da Defesa Civil de Rio do Sul, o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, anunciou o apoio às cidades do Alto Vale extremamente afetadas pelas cheias nesta semana.

Ele comenta que está sendo agilizado o envio de alimentos, colchões e demais itens para auxílio aos moradores. O governador destaca toda a dificuldade de acesso por terra e ar. “A Defesa Civil está trazendo para cá, porque até ontem a dificuldade era de chegar. Agora está chegando via Lages, alimentação, colchões estão vindo de Joaçaba e a água. As pessoas que estavam nos telhados, com as aeronaves que tinha, foi possível fazer o socorro. Está vindo uma aeronave de São Paulo, veio uma da Polícia Federal agora de manhã e o Estado do Paraná também mandou uma”, conta.

Jorginho fala ainda da mobilização política para constituição de fundo. Também está prevista uma ida a Brasília para aporte financeiro. “Já falei com todos os presidentes do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, Ministério Público, Assembleia, enfim, para constituir um fundo permanente. O Estado vai investir. Além disso, semana que vem vamos para a Brasília pedir ajuda para a bancada federal, senadores e deputados federais. Nós temos que conversar com a Presidência da República para saber o que efetivamente será feito. Até agora não chegou nada. Nós precisamos ter uma reação do governo federal. Por fim, vamos dar o primeiro passo, recurso a gente vai atrás. Nós precisamos viabilizar”, finaliza.

  • AmandaFM_PrimeiroLugar_BANNER_728x90 (1)

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar o App na Google Play Baixar o App na App Store