Mulher é indiciada por estelionato, em Pouso Redondo, por uso de documento falso tentando trabalhar como médica

Foto: Web

 

Uma mulher com dupla nacionalidade foi indiciada por estelionato, em Pouso Redondo. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Diones de Freitas, ela apresentou documentos para trabalhar como médica no Hospital Annegret Neitzke. Ele destaca que ainda está sendo apurado se a mulher tem mesmo formação na área.

 

 

Em nota, a direção da unidade informou que a mulher se apresentou para trabalhar no hospital já no mês de fevereiro, dizendo que era formada no Paraguai com pós-graduação na Espanha. No entanto, segundo o documento, foi esclarecido que ela só poderia atuar na área com a regularização da situação junto ao CRM do Brasil. E agora, ela retornou informando que morava em Pouso Redondo e tinha os documentos. O responsável técnico do hospital, que trabalha das 7h às 19h, teria então chamado a suposta médica para acompanhar um procedimento simples e observou que ela não tem afinidade com a profissão. Neste momento, de acordo com a nota divulgada, a equipe percebeu que a documentação apresentada era falsa. Com isso, foi acionada a Polícia Militar e tomadas as medidas. A diretoria da unidade informa ainda que ela não atuou no hospital ou chegou a ser contratada.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.