SC se posiciona contra prescrição médica para vacinar crianças contra a Covid-19

O governo de Santa Catarina se posicionou contrário à prescrição médica para vacinar crianças contra a Covid-19. Em nota divulgada nesta sexta-feira, 24, o Secretário de Estado de Saúde, André Motta, afirmou que acompanha o posicionamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS). A nota informa ainda que o Estado entende que está pronto para seguir com o processo de vacinação contra o coronavírus nas crianças também, tão logo as doses referentes a esse grupo etário forem encaminhadas pelo Ministério da Saúde. Porém, como foi realizado desde o princípio, a decisão passará pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), composta por representantes da gestão do estado e dos municípios para que haja uma análise técnica e estritamente baseada na ciência. É importante lembrar que a vacina indicada para esta faixa etária já possui estudo clínico concluído e aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso. A Secretaria de Estado da Saúde destaca ainda que, desde janeiro deste ano, quando os imunizantes contra a Covid-19 chegaram ao Estado, iniciou-se uma logística de distribuição efetiva para que todos os municípios pudessem aplicar os imunizantes, de forma célere. Com isso, em 11 meses, foi possível ter 94% da população com mais de 12 anos vacinada com a 1ª dose e 83% deste público já com as duas doses. Além disso, está avançando com as doses de reforço.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.