Dos 4 mil atendimentos mensais no PS do HRAV, cerca de mil pacientes não se enquadram no protocolo de emergênciA

Foto: Ascom HRAV.

Levantamento do Hospital Regional aponta que, mensalmente, cerca de mil pacientes procuram o pronto socorro, mas não atendem aos protocolos de classificação de risco. Ou seja, não apresentam risco de agravamento da condição de saúde. A coordenadora do setor,  Valeria Petris, reforça que estes casos, que deveriam ser atendidos pela UPA ou pelos postos de saúde, geram demora no serviço de emergência. 

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.