Ainda na condição amarela, Alto Vale melhora índice na matriz de risco no combate a Covid-19

A Matriz de Risco Potencial divulgada neste sábado, 18, pelo Governo de Santa Catarina aponta uma melhora no índice de Monitoramento na região do Alto Vale do Itajaí. Os números para gravidade, continuam os mais altos, assim como na semana passada. Já os registros para transmissibilidade e capacidade de atenção receberam as melhores pontuações do Estado, e sem mantiveram iguais aos divulgados no dia 11 de setembro.
A metodologia utilizada para a classificação do governo na Matriz de risco leva em conta estes quatro requisitos. Com a classificação as regiões podem manter ou não os serviços e atividades autorizadas em portarias e decretos do governo do Estado, publicados durante a pandemia.
A matriz é organizada em quatro dimensões de prioridade: Gravidade, Transmissibilidade, Monitoramento e Capacidade de Atenção. A variável de óbitos na semana por 100 mil habitantes se denomina Gravidade e é a informação epidemiológica mais precisa. A dimensão também aborda a tendência de internação por Síndrome Respiratória Aguda Grave por 100 mil habitantes.
A região do Alto Vale melhorou na condição de Monitoramento que avalia as variáveis de cobertura vacinal em maiores de 18 anos com segunda dose ou dose única completa, bem como a variação de número de casos semanal.
A taxa de transmissibilidade (Rt) é agrupada com o número de infectantes por 100 mil habitantes na dimensão de Transmissibilidade. A capacidade de atenção, por sua vez, é a taxa de ocupação de leitos de UTIs adulto SUS reservado para Covid-19.
Em Santa Catarina, pela segunda semana consecutiva apenas a região Nordeste está classificada com risco gravíssimo (cor vermelha) para Covid-19. Outras quatro regiões apresentam risco grave (cor laranja) e 11 risco potencial alto (cor amarelo).
Foi observada uma melhora em relação à classificação do boletim divulgado na semana passada. Na ocasião, além da região Nordeste em estado gravíssimo, sete regiões apresentaram risco grave e oito risco potencial alto.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.