Irmão do suspeito de matar Vanisse Venturi é preso por celular apontar que ele estava na casa ao lado no dia do crime

Imagem: redes sociais.

Na noite de ontem, por volta das 20h, Isael Venturi, irmão de Isonir Venturi, foi conduzido ao Presídio de Rio do Sul por suspeita na participação na morte e desaparecimento de Vanisse Venturi, na cidade de Agronômica. De acordo com o advogado de defesa da família, Valério Sens, a prisão foi após o rastreio do celular apontar que ele estava na cidade na noite do desaparecimento da mulher. Isael mora em Indaial e a defesa deve pedir sua liberdade, já que segundo o advogado, ele nunca foi interrogado.

Ainda segundo informações, o Gaeco deve pedir a prorrogação da prisão preventiva de Isonir, que vence no sábado, dia 24. O Ministério Público e a força tarefa não se manifestaram no dia de ontem sobre o caso. Segundo as investigações, Vanisse foi morta entre a noite de 22 de julho e a madrugada do dia seguinte. O marido dela, preso desde o mês passado, nega que tenha atentado contra a vida da esposa e diz que os dois tomaram café da manhã juntos no dia 23 de julho, ele foi trabalhar e quando voltou não a encontrou mais. O caso está prestes a completar um ano e o corpo ainda não foi achado. Cães farejadores chegaram a ser usados em buscas na propriedade da família, mas não há indícios do corpo.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.