Grupo de Comunicação Difusora lança campanha “Esse Queijo Suíço da 470 é meu”

Imagem: GCD.

Enquanto a região aguarda pela tão sonhada duplicação da BR-470, nem mesmo as manutenções de rotina têm acontecido no trecho entre Apiúna e Pouso Redondo, que também corta Rio do Sul. A falta da solução paliativa, para amenizar problemas diários que antecedem a segunda pista, motivou uma promoção sarcástica e inusitada encabeçada pelo Grupo de Comunicação Difusora, do Alto Vale do Itajaí.

Com a chamada “Esse Queijo Suíço da 470 é meu”, a intenção é evidenciar o problema, que contribuiu para 25 mortes em acidentes neste trecho, somente em 2020, e nove no decorrer deste ano, de acordo com levantamento da Polícia Rodoviária Federal. Foram quase 700 acidentes registrados nesta via, além de veículos danificados e, por consequência, atraso no desenvolvimento econômico da região. O diretor executivo do Grupo de Comunicação Difusora, Humberto Ohf de Andrade, considera que a emissora tem o compromisso de tratar sobre este assunto.

“Não considero humor, mas sarcasmo, diante de um problema tão sério. A BR-470 já deveria estar duplicada há muito tempo, pela quantidade de impostos que se gera aqui. Agora, pior do que isso, é deixar passar o contrato de manutenção da BR-470, tornando a rodovia ainda mais perigosa com os buracos que ela apresenta. Não falar sobre isto nos torna conivente com a situação”, considera Humberto, pontuando que é mais do que uma promoção, é uma cobrança.
Recentemente o trecho que corta o Alto Vale do Itajaí ficou prejudicado pela ausência de contrato de manutenção da pista. De lá para cá, entidades de Rio do Sul têm encaminhado com frequência ofícios ao Dnit questionando a situação.

A proposta da emissora é que, com a motivação de concorrer a um queijo suíço, os moradores enviem mensagens, áudios e fotos que serão remetidos o Dnit e órgãos fiscalizadores. O material poderá ser enviado para o número 47 99628-0416.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.