Eleição suplementar em Petrolândia começa com clima tranquilo

Começou às 7 horas deste domingo (13) e segue até às cinco da tarde e eleição suplementar que vai definir o comando do Executivo Municipal de Petrolândia. De acordo com o comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar de Ituporanga, Vanilo Vignola, a cidade segue em situação tranquila desde ontem, sem denúncias relacionadas a crime eleitoral.

Também começou a transmissão ao vivo, pelo canal do TRE, a votação paralela. É que durante a votação oficial, os votos computados em cédulas de papel no sábado, em votação simulada, serão registrados na outra urna sorteada para essa finalidade e, paralelamente, em um computador à parte. Ao final, será feita a comparação dos dois resultados: o da apuração por meio do boletim da urna eletrônica e o da soma dos votos das cédulas de papel. O objetivo é comprovar que não houve adulteração, subtração ou acréscimo na votação eletrônica.

Para acompanhar todo o processo, basta acessar o link: https://www.youtube.com/watch?v=2GCbnQl1AOc

De acordo com o analista judiciário do cartório eleitoral de Ituporanga, Rafael Marcon Pinto, não houve ocorrência nas seções eleitorais com os mesários ou com as urnas e nenhuma notícia de crime eleitoral durante este início de manhã de domingo. Os trabalhos seguirão os protocolos de segurança sanitária, em razão da pandemia da Covid-19.

Os eleitos em novembro do ano passado tiveram a candidatura indeferida por terem concorrido sem apresentar documento comprovando a inexistência de processos contra eles no Tribunal de Justiça. Por isso, os 5,1 mil eleitores vão escolher novo prefeito e vice para administrar a cidade até o fim de 2024. O pleito terá a presença de uma comitiva internacional que irá auditar as urnas. O município é um dos cinco no país com eleições suplementares neste domingo.

Chapas que estão concorrendo (em ordem alfabética):

  • Angela Adriana Krindges da Mota e Jair Marinho Neto pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB)
  • Edson Silva Padilha e Amarildo Custodio pelo Podemos (PODE)
  • Irone Duarte e Egon Weber pela Coligação ‘Por Nossa Terra, Por Nossa Gente’ (PP/PSD)

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.