Alto Vale do Itajaí ultrapassa 400 óbitos causados pelo coronavírus

Imagem: GCD.

Na terça-feira, o Alto Vale do Itajaí ultrapassou os 400 óbitos por complicações da Covid-19. Desde a primeira morte, em 21 de abril do ano passado, foram 385 dias até atingir esta marca. Como evolução da doença, é possível citar que do primeiro óbito até o de número cem, foram 241 dias. Para chegar a trezentos, ou seja, mais 200 vítimas, foram 122 dias. E a marca de mais cem vítimas, totalizando 405 mortes foi em apenas 36 dias.

Nas últimas horas foram registradas mais 7 mortes. As vítimas são: um homem, de 65 anos, de Rio do Sul; um homem, de 48 anos, de Ituporanga; um homem, de 50 anos, de Vitor Meireles; um homem, de 86 anos, de Dona Emma; um homem, de 59 anos, de Trombudo Central; um homem, de 77 anos, também de Trombudo Central e uma mulher, de 38 anos, de Taió. Entre os municípios da região que mais registraram mortes por complicações da doença, estão Rio do Sul com 87 vítimas, Ituporanga com 53, Presidente Getúlio com 26 e Ibirama com 25.

De acordo com a tabela colaborativa dos municípios da Amavi, a taxa de letalidade da região aponta que o índice mais alto é na cidade de Petrolândia, com 3,11%, seguido de Presidente Nereu com 2,31 e Aurora com 2,07. Em Santa Catarina a taxa de letalidade é de 1,6%. A Covid-19 causou 14.185 mortes no estado desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas estes números representam um acréscimo de 90 óbitos.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.