Gaeco deflagra procedimentos contra fraude em licitações e cumpre mandado de prisão em Rio do Sul

Imagem: web.

Na manhã de ontem, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) deflagrou as operações Varredura II e Varredura III. Foram cumpridos 29 dos 30 mandados de busca e apreensão e os cinco mandados de prisão temporária nas cidades catarinenses de Chapecó, Planalto Alegre, Cordilheira Alta e Rio do Sul e nos municípios paranaenses de Dois Vizinhos, Toledo e Curitiba. Foram apreendidos documentos, telefones celulares e computadores, que ainda serão periciados.

As cinco pessoas presas foram encaminhadas às unidades prisionais dos locais do cumprimento dos mandados. As investigações fazem parte de dois procedimentos criminais (PICs) distintos: o primeiro busca apurar os crimes de associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso praticados, em tese, por empresários ligados a uma empresa contratada para prestar serviços de limpeza urbana na cidade de Chapecó.

O segundo procedimento investigatório tem o objetivo de apurar a ocorrência de possíveis crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, associação criminosa e fraude a licitação envolvendo um grupo de empresários que, em tese, pratica ações voltadas a fraudar procedimentos licitatórios, inclusive com a possível participação de “laranjas” e interpostas pessoas.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.