ACIRS divulga nota de repúdio por tentativa de reserva de vacinas contra Covid-19 para poder judiciário

A Associação Empresarial de Rio do Sul emitiu uma nota de repúdio contra o poder judiciário. É que embora se oponha a flexibilização das medidas restritivas contra a pandemia, afirmando que elas não são embasadas em critérios técnicos, o Supremo Tribunal Federal, o Conselho Nacional de Justiça, o Tribunal Superior do Trabalho e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho requisitaram a reserva de doses. A justificativa é que, ao imunizar os 15.000 servidores, irá “acelerar o processo de imunização da população e permitirá a destinação de equipamentos públicos de saúde para outras pessoas”. Na nota, a ACIRS pontua que repudia veementemente que a elite do funcionalismo público, categorias ou castas usem de argumentos meramente retóricos para obter ainda mais benefícios e para “furar a fila” da vacinação contra a COVID-19. O documento finaliza com a frase: Dêem o exemplo e esperem na fila!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.