Rio do Sul decreta situação de calamidade pública

O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, decretou situação de calamidade pública no município por conta dos estragos causados pela enxurrada de quarta e quinta-feira (16 e 17 de dezembro).

Com o registro de uma vítima no bairro Valada São Paulo, o município tem agora oficialmente perdas humanas e materiais causadas pela chuva que atingiu diversas regiões do município.

A possibilidade de decretar de situação de calamidade pública já havia sido deliberada na reunião do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil realizada na manhã desta sexta-feira (18), na prefeitura.

Agora, o decreto é encaminhado a Defesa Civil de Santa Catarina, que faz a análise para possivelmente homologação junto ao Estado. Isso facilita o município a, entre outras questões legais, receber recursos importantes para ações de reconstrução.

O Conselho Municipal de Proteção e Defesa Civil de Rio do Sul reuniu, nesta manhã, as forças de segurança e outras entidades para debater a situação da enxurrada e possíveis novas decisões baseadas na previsão do tempo. O prefeito, José Thomé, afirma que já fez os encaminhamentos.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.