Rio do Sul decreta situação de emergência por conta da chuva

Imagem: web.

Prejuízos foram em diversas regiões da cidade, em especial no bairro Valada São Paulo. O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, decretou situação de emergência no município por conta dos prejuízos causados pela chuva entre a noite de quarta e madrugada de quinta-feira. Os danos públicos e privados ainda estão sendo levantados pela Defesa Civil, mas sabe-se que até o momento houve prejuízos em vias públicas, obstrução de ruas por queda de árvores, deslizamentos de terra e alagamentos pontuais causados pelo excesso de chuva.

No bairro Valada São Paulo, pelo menos três residência foram destruídas pela enxurrada. A Defesa Civil tem a informação preliminar de que duas pessoas estariam desaparecidas. Todos os setores da prefeitura estão mobilizados para atender a comunidade que foi mais atingida. A Secretaria de Obras trabalhará hoje sem interrupção para que as ruas sejam desobstruídas e seja possível melhorar o tráfego de veículos. Algumas ruas tiveram muitos danos no pavimento e na rede de drenagem, como na Prefeito Luis Adelar Soldatelli, na Valada São Paulo.

O prefeito José Thomé pede paciência à comunidade. “Estamos vivendo mais um momento difícil e nossas equipes estão trabalhando desde a madrugada. Estamos muito tristes pela situação aqui e em municípios vizinhos, mas vamos trabalhar muito para recuperar os danos e, principalmente, atender as pessoas que mais precisam de ajuda neste momento”, destacou.

Departamento de Comunicação
Prefeitura de Rio do Sul

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.