Alto Vale do Itajaí registra mais seis mortes por complicações do coronavírus

Imagem: GCD.

Entre as vítimas está uma idosa, de 92 anos, que era moradora de Rio do Sul e estava internada no Hospital Regional desde o dia 4 de dezembro. Ele teve o diagnóstico confirmado após o falecimento. Outro morador de Rio do Sul, de 94 anos, estava internado desde o dia 7 de dezembro na mesma instituição também faleceu por causa da contaminação. Também na quarta-feira, a Secretaria de Saúde de Rio do Sul confirmou ainda que uma outra pessoa, que faleceu em 3 de outubro, será incluída nas estatísticas oficiais da cidade.

O homem de 90 anos que tinha comorbidades, morou em Rio do Sul, mas, nos últimos três meses de vida residia em uma casa de repouso na cidade de Trombudo Central, o que já configuraria o município de domicílio. Porém, com a definição do Estado, o óbito passa a ser contabilizado para a capital do Alto Vale. Além destes registros, Taió também divulgou a morte de dois homens de 42 e 52 anos. E, Aurora, o óbito de um homem de 87 anos. Nesta manhã, a região totaliza a perda de 114 pessoas em decorrência da infecção.

O levantamento colaborativo dos municípios que compõem a Amavi indica que foram confirmados 395 novos casos nas últimas 24 horas. Entre os 2040 pacientes com o vírus ativo, 695 são de Rio do Sul, 155 de Ibirama, 145 de Lontras, 130 de Presidente Getúlio e 97 de Agrolândia. 61 moradores do Alto Vale estão internados pelo agravamento do quadro de saúde.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.