42 pessoas são resgatadas em condições análogas a escravidão em propriedades agrícolas da região

Imagem: web.

Encerrou, nesta quinta-feira, a 3ª operação realizada na região pelo grupo especial de fiscalização móvel. A equipe é formada por auditores fiscais do trabalho com apoio de procuradores do trabalho, defensores públicos federais, policiais rodoviários e policiais federais. Nesta ação, foram fiscalizados produtores de Ituporanga e Alfredo Wagner que mantinham trabalhadores, vindos especialmente de Pernambuco, em condição análoga à escravidão. O auditor fiscal do Trabalho, Magno Riga, conta que 42 pessoas foram resgatadas das propriedades. A situação dos trabalhadores caracteriza tráfico de pessoas e servidão por dívida.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.