Com aumento populacional estimado pelo IBGE, Rio do Sul terá R$ 2,5 milhões a mais de recurso do FPM para o próximo ano

Imagem: web

A estimativa populacional anual, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi analisada pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM). Ao avaliar a variação de população nos 295 municípios catarinenses, a entidade alerta sobre o possível impacto no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para o exercício de 2021.

Com base na estimativa populacional de 2020, a FECAM identificou que sete municípios terão a faixa do coeficiente do FPM aumentada, entre eles, Rio do Sul. A capital do Alto Vale teve um crescimento populacional de 1,33%, que, segundo a assistente de Projetos do Eixo de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Fecam, a economista Tamara dos Anjos, é maior que as médias do estado e do Brasil. Os aumento representa R$ 2,5 milhões a mais de recurso do FPM para o próximo ano

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.