Vereadores e Ministério Público de Presidente Getúlio discutirão transação penal no próximo mês

Em função da sessão presencial, realizada por vereadores de presidente Getúlio, que desrespeitou os decretos estaduais com fixação de medidas preventivas para o enfrentamento à pandemia, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) propôs transação penal aos 11 vereadores que compareceram a este encontro. A audiência está marcada para o dia 3 de agosto, quando os parlamentares poderão aceitar ou não o acordo.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.