Em Ituporanga, dois prefeitos recebem salário ao mesmo tempo somando quase R$ 400 mil em um ano

Desde que o prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas foi afastado ele continua recebendo salário. Ao mesmo tempo, Gervásio Maciel que responde pela administração, e é quem trabalha efetivamente, também recebe o mesmo valor. Somados, os salários chegam quase R$ 400 mil em um ano.

A segunda fase da Operação Reciclagem II foi deflagrada no dia 15 de julho de 2019 pela Procuradoria-Geral de Justiça, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e afastou prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas. Além disso, no dia 15 de janeiro houve a prorrogação do afastamento por mais seis meses.

Fragas é investigado por crimes contra a administração pública, como concussão, corrupção ativa e passiva, tráfico de influências, advocacia administrativa e prevaricação. No tempo que ele está afastado recebeu o salário integral como prefeito somando R$ 198.835,70 desde a data em que deixou o cargo.

Neste total, além do subsídio, um vale-alimentação de R$ 300,00 também é debitado mensalmente para o prefeito afastado. Por ter assumido o posto, ao prefeito em exercício, Gervásio Maciel, é pago o valor do salário de prefeito. Ou seja, dois prefeitos recebem em Ituporanga e um deles é quem faz a gestão da cidade.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.