Cultivo de grãos e produção de leite são os segmentos mais afetados pela estiagem no Alto Vale

De acordo o engenheiro agrônomo e Gerente Regional da Epagri de Rio do Sul, Mauro Nunes Teixeira, a quebra na colheita de feijão está estimada em 50%. E, os produtores de leite enfrentam redução de 20% na produtividade com custo elevado de produção pela falta de pastagem. Linhas de crédito estão sendo oferecidas para minimizar prejuízo.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.