Número de religiosos, em grupo de risco e orientações sanitárias, pode inviabilizar retomada de cultos e missa

Apesar de aguardada, a liberação de cultos e as missas, com uma série de recomendações pode ser inviabilizada. O bispo, Dom Onécimo Alberton, afirma que, além das exigências para o funcionamento, a Diocese de Rio do Sul tem um grande número de religiosos no grupo de risco.

Já a igreja luterana em Rio do Sul realiza reuniões para discutir a situação dos encontros, cultos e reuniões. O Pastor Adelmo Struecker explica que há uma orientação nacional que deve ser seguida. Ele explica que a decisão precisa ser unificada. O Pastor ainda fala das adaptações e que decisão sobre a volta dos cultos deve ser divulgada até o fim de semana.

Adaptada às alterações a Igreja Mundial do Poder de Deus retornou os cultos ainda na terça-feira. O Pastor Moreira explica que o local sempre esteve aberto para oração.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.