Em sabatina, deputados catarinenses solicitam documentos sobre contrato do hospital de campanha

Durante três horas de sabatina, parlamentares de Santa Catarina ouviram secretários de estado, na tarde de ontem, sobre o hospital de campanha de Itajaí para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O secretário da Saúde, Helton de Souza Zeferino, e o chefe da Casa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, foram questionados, em sessão especial virtual, sobre valores e outras questões relacionadas à estrutura que será montada no parque da Marejada. Quem intermediou a reunião foi o deputado estadual Milton Hobus, que falou sobre o encontro e os documentos que a Alesc solicitou ao estado, a partir desta conversa. O desembargador Jaime Ramos concedeu nesta quarta-feira (15) um mandado de segurança ao Instituto Nacional de Ciências da Saúde (INCS), e suspendeu o contrato entre a Defesa Civil de Santa Catarina e o Hospital Psiquiátrico Espírita Mahatma Gandhi. O acordo era para instalação e operação de um hospital de campanha em Itajaí, por R$ 76,9 milhões.​ A decisão determina que o Estado reavalie as propostas apresentadas pelas duas empresas, sem exigir detalhamento de custos que não estivesse previsto em edital. O Estado pode recorrer.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.