Por falta de reforma, MPSC pode pedir interdição de escola estadual em Lontras

A Escola de Educação Básica Cecilia Bertha Hildegard Cardoso, localizada na comunidade de Salto Pilão em Lontras, continua em situação precária. Uma Ação Civil movida pelo Ministério Público de Santa Catarina, e acatada pela justiça, determinou prazo de 180 dias para a reforma total da Unidade, mas não foi cumprido, apesar de vencer em janeiro. A justiça determinou sequestro de contas, no caso do não cumprimento, mas o Ministério Público também deve pedir a interdição.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.