Com falta em todo o estado, Policiais militares do Alto Vale revezam coletes balísticos

A Polícia Militar adotou um esquema de rodízios de coletes à prova de balas entre os policiais da corporação em Santa Catarina depois que um lote perdeu a validade, sem ter sido reposto a tempo. Agora os militares precisam fazer um rodízio e os coletes balísticos, que antes eram individuais, ficam nos quartéis ao término do turno, para serem reutilizados por policiais do próximo turno. De acordo com o comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar, Renato Abreu, a região está suprida com apenas 45% destes artefatos militares. A situação deve ser normalizada apenas em fevereiro ou março do próximo ano.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.